a carregar..

Urbanização do Souto
Bitarães - Paredes
(+351) 255 391 592
geral@bitfit.pt

O que acontece ao corpo se comer tudo o que quiser?

Publicado em 2018-09-27

O que acontece ao corpo se comer tudo o que quiser?

 As necessidades alimentares

As nossas necessidades alimentares respondem a dois tipos de critérios: os fisiológicos e os psicológicos.

Do ponto de vista fisiológico, a alimentação deve assegurar:

- o fornecimento energético necessário à manutenção da vida e da atividade muscular;

- o fornecimento proteico necessário ao crescimento e à manutenção dos tecidos do organismo.

Do ponto de vista psicológico, o nosso comportamento alimentar baseia-se, não nas necessidades, mas na ideia de prazer. Os alimentos estão carregados de símbolos com uma hierarquia, independente de toda e qualquer ideia nutricional e energética.

Segunda-feira faz anos e permite-se a comer um hambúrguer com os amigos. Terça-feira o dia foi demasiado longo e reforça os níveis de açúcar com uma sobremesa doce. Quarta-feira portou-se bem, até bebeu água, mas entretanto não teve tempo de fazer o jantar e decide passar pelo restaurante de fast-food mais próximo de casa. Quinta-feira decide sair à noite acabando com um pão com chouriço nas mãos. E sexta-feira é o “dia da asneira”, em que pode sem motivo nenhum comer um croissant sem pesos na consciência. Mas o peso de todas as asneiras da semana pode começar-se a notar.

Quanto engorda uma semana de exageros alimentares?

Não entre em pânico: uma semana de exageros não tem repercussões extremamente preocupantes na vida saudável de uma pessoa ativa (reforço, ativa). Mas sim, a balança é capaz de acusar um pouco mais de peso. E a culpa é da Lei da Conservação da Massa: “A energia não se cria, nem se destrói, mas transforma-se. E, neste caso, fá-lo sob a forma de gordura.

Tendo em conta que, em média, um adulto deve consumir entre 2 mil e 3 mil calorias por dia, um aumento de mil calorias na dieta diária convertem-se numa massa entre 60 e 80 gramas. E o limite é muito fácil de ultrapassar. 
A tendência é de acrescentar 1500 calorias à dieta diária, o que equivale a 1 ou 2 quilos a mais, no final da semana, contabilizando tudo.

A solução para que isso não aconteçaa? Deve manter-se o equilíbrio entre as calorias que se consomem e aquelas que se queimam na atividade diária.

 

Uma semana de exageros obriga a duas semanas de exercício intensivo para conseguir regressar ao peso inicial.

Porque é que o corpo reage desta maneira?

O organismo armazena gordura rapidamente para poder servir-se dela em caso de necessidade. Quando alguém entra em "dieta", obriga o corpo a processar a gordura armazenada.

O início da dieta apresenta resultados mais evidentes porque o que se perde em primeiro lugar é a água.

 

Por que é mais difícil perder peso do que ganhar?

Embora isso se deva principalmente aos hábitos (se estamos acostumados a comer bolo todos os dias, torna-se complicado parar), há algumas outras razões pelas quais pode ser tão difícil alterar o peso:

- Opções de estilo de vida, como: dieta, inatividade, tabagismo, motivação, consumo de álcool, stress, hábitos prejudiciais do sono, ocupação, meio ambiente e desequilíbrio hormonal, etc.

- Problemas subjacentes de saúde.

 

Como perder peso?

Para perder peso tem de queimar mais calorias (por meio de atividade física) do que as que consome ou bebe. É matemático.

Não há comprimidos mágicos, não há receitas revolucionárias, nem é qualquer outro produto de televendas que o vai fazer livrar-se desse peso a mais.

No final do dia, a conta mais importante a fazer é a diferença entre as calorias que consumiu e as que gastou em tarefas diárias ou, sobretudo, durante os treinos.

O objetivo é manter o défice calórico (uma diferença negativa) que não seja exagerado e permita uma evolução constante e sustentável.

 

Quanto tempo demora perder peso?

Embora isto dependa de cada pessoa, já que o corpo e as metas de cada um são diferentes, começar a praticar exercício físico, pelo menos, três vezes por semana e realizar uma alimentação saudável, tendencialmente, levará a uma perda de peso não muito demorada.

Não é possível estimar quanto tempo leva cada pessoa a emagrecer, porque cada indivíduo é distinto do outro e o modo como o corpo de cada um responde ao exercício vai ser também diferente.

Se um indivíduo está com um sobrepeso considerável e tem mais peso para perder do que a média das pessoas que querem eliminar cinco quilos, ele pode perder uma quantidade maior de peso mais rapidamente. No entanto, essa perda pode ser uma combinação de perda de fluido e perda de gordura.

Em média, praticar atividade física três vezes por semana e realizar uma dieta saudável leva à perda de um quilo em 1,5 a 2 semanas. No entanto, irá sempre depender do tipo de exercício, da duração e da intensidade do treino.

O "histórico de treinos" está intimamente ligado ao peso perdido.

NUTRIÇÃO

Inês Mota (Nutricionista)

"C.P. 3514N"