a carregar..

Urbanização do Souto n°29
Bitarães - Paredes
(+351) 255 391 592 | 930 574 296
geral@bitfit.pt

2 alimentos improváveis para comer à noite - e queimar alguma gordura enquanto dorme

Publicado em 2020-10-27

2 alimentos improváveis para comer à noite - e queimar alguma gordura enquanto dorme

Possivelmente, estão todos no seu frigorífico ou na despensa. Conheça a lista.

Parecem vir de outro planeta mas existem mesmo. Estamos a falar de alimentos que potenciam a queima de gordura durante o sono. Há dois, especificamente, que não deve estar à espera de ver na lista. Porquê? Por serem bastante conhecidos.

O truque está em escolher opções de baixo índice glicémico, que promovem uma digestão mais lenta e libertam menos açúcar no sangue. Ou seja, que não vão criar picos de glicémia no sangue.

Alguns destes alimentos podem ajudar a dormir melhor, a não ter tanto apetite de manhã e a ter menos ataques de fome durante o dia. 

1. Queijo quark

O queijo quark “é uma excelente fonte de caseína [proteína de absorção lenta] que ajuda a promover a síntese proteica enquanto dormimos”. É que a ingestão de proteína antes de dormir favorece a queima de gordura, uma vez que o aumento de massa muscular é essencial para manter o nosso metabolismo acelerado. Além disso, a proteína tem um efeito térmico superior ao dos hidratos de carbono, o que quer dizer que o nosso corpo gasta mais calorias para a digerir.

2. Aveia

Sim, comer aveia à noite. Ela é rica em fibra, proteína e crómio, um mineral que ajuda a regular os níveis de glicémia e ainda é uma boa ajuda na redução de gordura. No fundo, “é uma ótima opção para aqueles que gastam mais calorias ao longo do dia”. A recomendação passa por comer uma a duas colheres de sopa ao deitar.

Estes são apenas duas de um grupo de dezenas de alimentos que podemos privilegiar à noite. Contudo, nenhum deles substitui a importância de manter uma alimentação equilibrada e variada, bem como a prática de desporto. Além disso, tal como em tudo, quando consumidos em exagero podem prejudicá-lo. Deve vê-los, sim, como uma estratégia dentro de um plano alimentar saudável, que deve ser criado de acordo com os seus objetivos e com a ajuda de um nutricionista. 

 

 

NUTRIÇÃO
Inês Mota

Inês Mota (Nutricionista)

"C.P. 3514N"